Belém

Público lota cinema Olympia, no Pará, para ver filme de Charles Chaplin

Cerca de 500 pessoas lotaram a sala de cinema do Olympia, em Belém (PA), na noite de ontem (9/04), para assistir ao filme “O Circo”, de Charles Chaplin. O evento foi promovido pela Fundação Carlos Gomes (FCG) e Fundação Cultual do Município de Belém (Fumbel). O clássico do cinema mudo continua a encantar plateias por toda parte, prova disso foram os muitos risos arrancados pela plateia. A sessão especial teve a participação do músico e superintendente da FCG, Paulo José Campos de Melo, que acompanhou a exibição executando, ao vivo, a trilha sonora original do filme.

Paulo José Campos de Melo, executando a trilha sonora de "O Circo".

Paulo José Campos de Melo, executando a trilha sonora de “O Circo”.

A professora Josy Soares aproveitou a exibição para levar os três filhos fãs de Charles Chaplin. “Eu achei isso incrível. Eu trouxe meus filhos imaginando que seria uma simples exibição do clássico de Charles Chaplin, mas percebi que eles aprenderam como o cinema era antes” conta.

A professora Josy Soares acompanhou os filhos para ver "O Circo", de Chaplin. FOTO: ELISEU DIAS/ AG. PARÁ

A professora Josy Soares acompanhou os filhos para ver “O Circo”, de Chaplin. FOTO: ELISEU DIAS/ AG. PARÁ

A partir do próximo mês o público terá participação efetiva nas exibições. Segundo o diretor de programação do Cine Olympia, Marcos Antônio Moreira, os visitantes poderão escolher, a cada mês, o filme que será exibido no mês seguinte, por meio das redes sociais do cinema.

Todos os meses, três clássicos serão selecionados para a escolha do público. “Estamos fazendo o que o Cine Olympia fazia durante a sua inauguração, pois na época ainda não existia o cinema falado. Era essa performance que as pessoas estão vendo hoje que era executada nos filmes quando o cinema chegou a Belém. Dessa forma, estamos levando o início do cinema ao conhecimento do grande público”, destaca Marcos Antônio.

Fonte: Agência Pará de Notícias

“O Circo” será exibido com trilha sonora ao vivo, em Belém (PA)

Cinema Olympia - Belém/PA

Cinema Olympia – Belém/PA

O tradicional cinema Olympia, em Belém do Pará, será o local de exibição de um dos filmes mais consagrados de Charles Chaplin, “O Circo”. O evento é uma promoção do projeto “Cinema e Música” e  terá o acompanhamento da trilha sonora original – e ao vivo – com a participação de Paulo José Campos de Melo, superintendente da Fundação Carlos Gomes (FCG).

O projeto “Cinema e Música” é uma parceria da Fundação Carlos Gomes e Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) com o apoio da Associação de Críticos de Cinema do Pará (ACCPA). O projeto é realizado toda segunda terça-feira do mês, sempre às 18h30, no cinema Olympia, com a exibição de filmes clássicos do cinema mudo sendo acompanhados ao piano.

Saiba mais sobre o filme “O Circo”, aqui.

Projeto “Cinema e Música”
Fime: O Circo (de Charles Chaplin)
Dia: 07/04/2013
Local: Cinema Olympia (Av. Presidente Vargas, 918. Campina)
Horário: 18:30h

No Pará: Cine Olympia exibe mostra com filmes de Chaplin

Em comemoração ao centenário do Cine Olympia, a sala irá exibir uma mostra dedicada ao ícone do cinema mudo, Charlie Chaplin (1889-1977). O Festival Charlie Chaplin que estreia hoje (19) reúne 10 filmes do artista, entre eles clássicos como “Luzes da Cidade” (1931), “O Circo” (1928) e “O Garoto” (1921).

Em 54 anos de carreira, Chaplin foi responsável por mais de 80 filmes, 67 feitos antes de seus 30 anos.

Nascido em Londres, em 1889, o comediante trabalhou no teatro de variedades como mímico até sua ida para os Estados Unidos, em 1913. Ali, fez carreira, montou seu próprio estúdio.Artista multifacetado, ele imprimiu sua marca na história do cinema como ator, produtor, comediante, dançarino e roteirista.

Mas sem dúvidas seu maior legado foi o personagem Carlitos. O vagabundo de chapéu coco, sapatos enormes, bengala de bambu e bigodinho curto foi presença constante em suas produções. Em sua “primeira versão”, Carlitos era apenas trapalhão de comédia pastelão. Entretanto, aos poucos, foi ganhando os contornos do melancólico solitário, refletindo a crescente preocupação de Chaplin com questões sociais.

Filmes como ‘Tempos Modernos’ (1936) e ‘O Grande Ditador’ (1940), retratam essa nova fase. São obras marcadas por elementos de crítica à vida moderna e à ascensão do nazismo. Sua paródia do ditador alemão Adolf Hitler na figura do atrapalhado Adenoid Hynkel, da fictícia nação da Tomâni, resultaria em seu exílio na Suíça, em 1952, acusado de ser “simpatizante do comunismo”, em tempos de Guerra Fria, pelo governo americano.

A exposição também pretende revelar alguns aspectos da vida pessoal do diretor através os documentários “Charlie: A Vida e a Arte de Charles Chaplin” ( 2003), de Richard Schickel, e a cinebiografia  “Chaplin” (1992), dirigido por Richard Attenborough e estrelado pelo ator Robert Downey Jr.

Cine Olympia


Fundado em 1912, o Espaço Municipal Olympia Luiz Severiano Ribeiro, ou simplesmente Cine Olympia, comemorou seus 100 anos no último dia 24 de abril. A sala se manteve ativa após quase fechar em 2006 e é considerada um dos cinemas mais antigos do país, recebendo o tombamento como patrimônio histórico pela prefeitura de Belém, este ano.

A ideia no ano do centenário é estender a comemoração com a exibição de mostras especiais contando a história do cinema, como o festival de musicais, ocorrido no começo do mês. Administrado pela prefeitura, a programação da sala é voltada para filmes fora do circuito comercial e a entrada para as sessões é sempre gratuita.

Programação

Hoje – Charlie -Vida e Arte de Charles Chaplin (Documentário)

Amanhã – Vida de Cachorro/Ombro Armas (Curtas)

Dia 21/06 – O Garoto

Dia 22/06 – Em busca do Ouro

Dia 23/06 – O Circo

Dia 24/06 – Luzes da Cidade

Dia 26/06 – Tempos Modernos

Dia 27/06 – O grande Ditador

Dia 28/06 –  Monsier Verdoux

Dia 29/06 – Luzes da Ribalta

Dia 30/06 – Um rei em Nova Iorque

Dia 01/07 – Chaplin. 

ASSISTA

O Festival Charlie Chaplin estreia hoje (19), com o documentário “Charlie: a Vida e a Arte de Charles Chaplin” ( 2003), de Richard Schickel. As sessões seguem até o dia 1º de julho, sempre às 18h30, no Cine Olympia (Av. Presidente Vargas, 918, Campina). A entrada é gratuita.

(Diário do Pará)