60 anos de Luzes da Ribalta

Há 60 anos (mais precisamente em outubro de 1952), Charles Chaplin lançava o filme “Luzes da Ribalta”, aquele que contava um drama ao qual o próprio Chaplin temia: A História de um famoso artista de outrora, que é abandonado pelo seu público e vive das lembranças do que um dia já foi. Certamente é um dos filmes mais comoventes do artista, que conta, ainda, com a presença do seu “rival” Buster Keaton, numa cena memorável.

Claire Bloom e Chaplin, em Luzes da Ribalta (1952)

Mas o drama de Charles Chaplin não se limitou apenas à ficção: Durante sua viagem à Londres, em 1953, no intuito de lançar o filme na sua terra natal, Charles Chaplin recebe um comunicado do governo dos EUA, informando que ele não teria permissão de retornar à “terra da liberdade”. A notícia atingiu em cheio o artista, que passou a viver no exílio, com sua família, em Vevey, na Suíça, até a sua morte.

Visando destacar esse ano como o 60º aniversário de “Luzes da Ribalta”, o Arquivo N, da Globo News, publicou uma reportagem sobre a vida e obra de Chaplin, destacando o início da sua carreira até a produção do filme que marcou o encerramento da sua vida na terra do Uncle Sam.

A jornalista Denise Barbosa, da Globo News, entrou em contato conosco, do Blog Chaplin, para que pudéssemos gravar um bate-papo sobre a temática, entretanto, infelizmente não pudemos nos fazer presente, mas nos colocamos a disposição para ajudar no que fosse preciso. Ficamos muito honrados com o convite e felizes pelos elogios ao blog, nos confirmando que estamos no caminho certo. Transferimos  parte desses elogios à todos os leitores do Blog Chaplin.

Abaixo vocês poderão conferir o vídeo realizado pela equipe do Arquivo N. Não aparecemos nos créditos, mas pelo menos ficou a confirmação de que alcançamos a visibilidade de um dos grupos de comunicação mais importantes do país (embora nem tudo concordamos com eles…rs).

Clique na imagem para assistir ao vídeo.

Anúncios

Sobre Hallyson Alves

Sou historiador e psicólogo. Desde 2007 pesquiso sobre Charles Chaplin, ícone do cinema mundial, sendo este a principal inspiração para a minha dissertação de mestrado. Foi com o intuito de compartilhar um pouco desta pesquisa, que criei o Blog Chaplin, o primeiro blog com conteúdo exclusivo sobre o artista, em língua portuguesa. Além disso, venho construindo o blog Psicologia e Sentido, espaço reservado para conteúdos relacionados à busca humana pelo sentido da vida.

1 comentário

Gostaríamos de saber a sua opinião sobre esse post. Utilize o formulário de comentários abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s