O Mistério do Viajante do Tempo

Uma das polêmicas recentes que apareceram na Internet, foi o viajante do tempo, falando ao celular no filme “The Circus” de Charles Chaplin.

O Britânico chamado George Clarke encontrou neste filme de 1928 uma intrigante cena, onde aparece toda faceira uma senhora “supostamente” falando em um celular. A cena realmente é de dar arrepios. É possivel perceber nitidamente que esta senhora está apoiando algum objeto junto ao ouvido como se realmente se tratasse de um celular, e ainda por cima é possivel notar que sua boca se move, como se estivesse falando com o objeto em questao.

Em seu blog pessoal, Clarke dá um testemunho bastante intrigante:

“Uma grande mulher vestida de preto com um chapéu, escondendo a maior parte de seu rosto e segurando o que só pode ser descrito como um telefone celular – falando enquanto ela caminha sozinha. Estudei este filme por mais de um ano, mostrando-o a mais de 100 pessoas e em um festival de filmes, mas ninguém consegue me oferecer explicações ao que ela está fazendo. Minha única teoria, assim como a de outros, é simples… uma viajante do tempo usando um telefone celular”.
A explicação mais pláusivel e talvez conclusiva, é que esta senhora provavelmente estava utilizando um “ear trumpet” ou uma “corneta de ouvido”, que era os aparelhos auriculares da época. Na foto abaixo podemos ver a fotos de dois homens usando estas cornetas. A corneta do homem à esquerda é mais aparatosa, porém na foto à direita podemos ver um senhor utilizando uma corneta mais discreta:

O site LiveScience explica:

“Como se poder ver em estas fotos, os aparelhos auditivos antigos, sejam mecânicos ou por ressonância, não eram necessariamente longos e curvos”. Muitos deles tinham formas curtas, compactas e retangulares não eram incomuns. Aparelhos auditivos do século 19 com ressonância, tal como cornetas acústicas, ainda eram fabricados em grande número nas primeiras décadas do século 20, e o design básico não mudou muito, apenas incorporou materiais mais novos e parecidos com plástico”.

“Além disso, eu suspeito que a mulher tenha mais de 50 anos, então ela usar um aparelho do século 19 em 1928 não é um exagero”, conclui o site.

Se você ainda nao se convenceu, confira clicando aqui, a cena deste filme e tire suas proprias conclusões.

Anúncios

Sobre Hallyson Alves

Sou historiador e psicólogo. Desde 2007 pesquiso sobre Charles Chaplin, ícone do cinema mundial, sendo este a principal inspiração para a minha dissertação de mestrado. Foi com o intuito de compartilhar um pouco desta pesquisa, que criei o Blog Chaplin, o primeiro blog com conteúdo exclusivo sobre o artista, em língua portuguesa. Além disso, venho construindo o blog Psicologia e Sentido, espaço reservado para conteúdos relacionados à busca humana pelo sentido da vida.

4 comentários

Gostaríamos de saber a sua opinião sobre esse post. Utilize o formulário de comentários abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s