Exclusivo: Uma Entrevista com o gênio – Parte II

Com exclusividade, o Blog Chaplin traz a entrevista que Charles Chaplin concendeu à Revista Show, com tradução de Almir Gomes, nosso colaborador.

A matéria é histórica: conta com detalhes como se encontrava o Chaplin que estava no fim da vida. Cada descrição nos faz sentir em diversos momentos, como se estivéssemos na mesma sala, entre Charlie e Willian Wolf, o entrevistador.

Devido ao tamanho da entrevista, dividiremos a mesma em três partes. Boa leitura!

PARTE II – A Entrevista

Chaplin fala sobre suas pretenções em rodar um novo filme – coisa que não aconteceu, infelizmente.

Pergunta. Você ainda tem esperança de fazer outro filme?

Chaplin: “Eu tenhouma história chamada The Freak, que eu não consegui vender. É uma história maravilhosa, localizada em uma faixa ao longo da América do Sul. Ela começa de uma maneira muito interessante. Um homem está em uma casa bem na borda de um precipício. Seu amigo vai embora, ele vai para a cama. De repente ele ouve um grito terrível durante a noite, parece estar vindo de sua janela. Ele não consegue saber de que se trata.

Então, ele ouve um solavanco e percebe que algo está sendo atacado, então ele vai até telhado lá é muito menina com asas, que está sendo atacada por águias. Naturalmente, esta é uma parte maravilhosa para a garota. Ele se aproxima dela pergunta: Você machucou suas asas, ou algo assim?” ela vai… (Nesse ponto Chaplin requintadamente imitava movimentos de agarrar uma criatura, antes de continuar, triste.) Mas tudo isso acabou agora.”

Pergunta. Você acha que você poderia fazer o filme?

Chaplin: “Ah, sim, eu poderia fazer isso maravilhosamente. Eu conheço toda a mecânica e tudo mais. A única coisa que eu quero é uma câmera de mão. Essa é a desvantagem da idade moderna. Tudo é tão mecânico e assim por diante. Mas eu comprei este aparelho mecânico, somente as asas se movem muito lentamente. Eles devem ir assim,  você vê.” (Ele agitava os braços com uma rapidez incrível.)

Pergunta. O que você acha dos filmes de hoje?

Chaplin: Eu não acho que eles se comportam como o meu. Eu sou muito franco em dizer isso. Eles não têm nenhum mérito. Eles são tolos, se artistas tiram suas roupas – bem, tudo bem, mas eu diria que é o que eu desaprovo sobre cinema moderno. Qualquer queridinha pode chegar e tirara roupa, e ela é interessante para público médio. Mas eu trabalhei dei um duro danado para fazer um filme, e tudo que fiz foi com amor, com meu coração e alma, com um entusiasmo incrível. Pode-se dizer que o meu trabalho tinha invenção. Eu não considero que sou um gênio. As coisas vêm difíceis para mim. Eu acho que elas devem vir mais fáceis para outras pessoas.

“Devo dizer sobre o filme moderno que há muito pouco censura. Eu não acredito em uma politica de censura tanto quanto em certas restrições. Acredito que eles devam incentivar a invenção. Mas eu acho que deveria ser o cineasta quem exerce as restrições. Tínhamos o escritório Breen. Um cineasta de hoje não tem de aturar tanto quanto isso. De certa forma foi bom, em alguns aspectos, era ruim e tolo. Você iria passar por um monte de bobagens preconceituosas. Mas, ao mesmo tempo, houve a restrição de que todo o desempenho de entretenimento deveria ter porque sem ela, você teria em um strip-tease ou algo assim.”

continua…

Parte 3

Anúncios

Sobre Hallyson Alves

Sou historiador e psicólogo. Desde 2007 pesquiso sobre Charles Chaplin, ícone do cinema mundial, sendo este a principal inspiração para a minha dissertação de mestrado. Foi com o intuito de compartilhar um pouco desta pesquisa, que criei o Blog Chaplin, o primeiro blog com conteúdo exclusivo sobre o artista, em língua portuguesa. Além disso, venho construindo o blog Psicologia e Sentido, espaço reservado para conteúdos relacionados à busca humana pelo sentido da vida.

Gostaríamos de saber a sua opinião sobre esse post. Utilize o formulário de comentários abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s